sexta-feira, 30 de julho de 2010

SILVEIRA GOULART - Ribeirinha - Ilha do Faial

DESCENDÊNCIA
Pais de Teresa da Silveira
Avós de Luzia Silveira dos Santos
Bisavós de Ana Teresa da Conceição
Terceiros Avós de Catarina Tomásia
Quartos Avós de Catharina Narcisa do Rosário
Quintos Avós de Domingos Marques de Gouvêa
Sextos de Manoel Torquato de Gouvêa
Sétimos Avós de Zélia Borges de Gouvêa
Oitavos Avós de Maria Stella de Gouvêa Nunes
Nonos Avós de Anamaria Nunes Vieira Ferreira

1. JOÃO DA SILVEIRA GOULART. Nascido por volta de 1660 em Ribeirinha. Falecido em 5 de Agosto de 1713, em Ribeirinha. Filho de João Silveira e Águeda Luís.

Homônimo:

Encontramos na Freguesia do Salão um outro João da Silveira Goulart casado com uma Josefa Jacinta da Silveira, que foram pais de José Silveira Goulart, casado com Anacleta Maria de Jesus. Como não há informação sobre datas e locais, fica difícil saber se seria o nosso ancestral em um 3º casamento. (Pesquisa na Freguesia do Salão – Ilha do Faial - Universidade do Minho)

Na pesquisa na Freguesia de Cedros encontramos de novo o mesmo casal, agora com informações completas e, pela data de nascimento, esse João da Silveira Goulart nascido em 1 de Fevereiro de 1721, na Praia do Almoxarife, não é o nosso antepassado, contudo seria seu parente por coincidência nome e lugar (Pesquisa na Freguesia de Cedros – Ilha do Faial - Universidade do Minho)


Casado, em 1ª Núpcias, por volta de 1680, com MARIA DA ALMANÇA DO ESPÍRITO SANTO. Nota: Não foi encontrado o registro de casamento deste casal, na freguesia da Praia do Almoxarife, o qual poderá ter casado antes de 1708, ano a partir do qual é que existem registros na citada freguesia, razão pela qual, não nos foi possível saber quem foram os seus ancestrais. Nascida por volta de 1660 em Pedro Miguel. Falecida em 6 de Outubro de 1711, em Ribeirinha.

Filha de Antonio João e Catarina da Almança.

Foram Pais de:

1.1 Teresa. Nascida em 14 de Setembro de 1684, na Ribeirinha.

1.2 Teresa da Silveira, que segue.

1.3 Pascoal Silveira. Natural da Ribeirinha. Falecido em 28 de Julho de 1746, na Ribeirinha. Casado, em 21 de Outubro de 1697, com Luzia de Faria, nascida em 1 de Fevereiro de 1682, na Ribeirinha, e aí falecida em 16 de Março de 1764, aos 82 anos. Filha de André Nunes e Leonor de Faria.

1.4 Antonio da Silveira Goulart. Nascido na Freguesia da Praia do Almoxarife. Falecido em 1756, em Minas Gerais. Nota: António emigrou para o Brasil e fixou-se em São Paulo, onde casou e deixou descendência, que hoje (2002), para além de São Paulo, também existe no Estado de Minas Gerais. (Pesquisa na Freguesia de Cedros – Ilha do Faial - Universidade do Minho)

Título Toledo Piza
1-4 Vasco Fernandes Rodovalho foi morador em Taubaté, onde teve o governo dessa vila. Faleceu em 1763, e foi casado com Maria Moreira, filha de Gaspar Martins e de Anna Moreira de Castilho, à pág. 436 deste. Teve 4 f.ºs: 2-1 Rosa Maria de Toledo, falecida com testamento em 1761 em Taubaté, onde casou em 1726 com Antonio da Silveira Goulart, natural da ilha do Fayal, o qual faleceu nas Minas Gerais em 1756, filho de João da Silveira Goulart e de Maria de Almança. Teve (C. P. de Taubaté) 6 f.ºs:

Genealogia Paulistana
Silva Leme
Casado, em 29 de Outubro de 1726, em Taubaté, com Rosa Maria de Toledo, filha de Vasco Fernandes Rodovalho e Maria Moreira de Castilhos. Com Geração.

1.5 Isabel Teresa de Escobar da Silveira. Nascida na Praia do Almoxarife. Casada a 19 de Junho de 1730, Igreja de Nossa Senhora da Graça, com Veríssimo Silveira, Alferes, nascido em 11 de Abril de 1700, na Freguesia de Cedros e aí batizado em 18 de Abril na Igreja Paroquial de Santa Bárbara. Filho de Antonio Dutra Alvernaz e Ana Silveira.


Viagem para o Brasil:
Em companhia dos filhos Rosa e José, o casal emigrou para Santa Catarina. Nota: Este casal e os filhos Rosa e José, emigraram para o Brasil e fixaram-se na freguesia de N. Sª.do Rosário, na Enseada do Brito (SC). A Câmara Municipal da Horta, a 10 de Maio de 1747, através dos seus oficiais, deliberou nomear para as Companhias de Ordenanças, formada pelos casais que partiram com destino à ilha de Santa Catarina/Brasil, os capitães, entre eles, o Veríssimo, nº.211. Os apontamentos foram extraídos do livro "A Epopéia Açórica-Madeirense", de 1748 a 1756 da autoria de Walter F. Piazza. (Pesquisa na Freguesia de Cedros – Ilha do Faial - Universidade do Minho) Com Geração.

1.6 Simão Silveira. Nascido na Praia do Almoxarife. Batizou o sobrinho João, filho de Isabel e Veríssimo: Nota: Simão foi padrinho do batismo do sobrinho João, filho da irmã Isabel e de Veríssimo da Silveira.

JOÃO SILVEIRA GOULART foi casado, em 2ª Núpcias, em 1 de Fevereiro de 1712, com Teresa da Rosa, filha de Francisco Fialho e Águeda da Rosa, que se casaram em 20 de Fevereiro de 1689. Neta paterna de Antonio Fialho e Margarida Gomes. Neta materna de Antonio Alves e Bárbara Goulart. Nota: João Silveira Goulart: Nascido – Ribeirinha. Falecido a 5 de Agosto de 1713 – Ribeirinha. Casado com Maria de Almança teve: Teresa da Silveira, Pascoal Silveira e Teresa. Casado a 1 de Fevereiro de 1712 com Teresa da Rosa (Freguesia da Ribeirinha – Ilha do Faial - Universidade do Minho) Um mês depois de viúva, Teresa da Rosa se casou em 24 de Setembro de 1713 com João Silveira de Faria e tiveram: Pascoal da Rosa, casado em 18 de Janeiro de 1734, na Ribeirinha, com Ana da Silveira, neta de João da Silveira Goulart e 1ª mulher Maria de Almança (Freguesia da Ribeirinha – Ilha do Faial - Universidade do Minho)

2. TERESA DA SILVEIRA casada com FILIPE DUARTE, Patriarcas da Família da Silveira Ramos.

4 comentários:

  1. Olá
    sou descendente de João da Silveira Goulart pela filha Isabel c.c. Veríssimo. Pais de Antonio Silveira Goulart, pai entre outros de Jacinto Silveira Goulart, que veio para o Rio Grande do Sul (saindo de Laguna/SC) no final do século XVIII, deixando larga descendência gaúcha. Parte da família troca o sobrenome para Sant'Anna (sou desse ramo, por minha avó paterna).
    Abraços
    Vinícius Oliveira Godoy.

    ResponderExcluir
  2. Antonio João nasceu antes de 1619, já falecido em 1671, casou antes de 1637 com Catarina Luis. (Antonio João foi testemunha de Antonio Pires, Apolônia Cardoso, Manuel João e Luzia Rodrigues em 1659) (testemunha de Antonio de Serpa e Maria Rodrigues; e Francisco Luiz e Maria Rodrigues, em 1659) (testemunha de André Gonçalves, Catarina Ferreira, e de Francisco Gomes e ... Almeida em 1660) Casou segunda vez (hipótese que seja o mesmo Antonio João), antes de 1655 com Catarina de Almança. Casou pela terceira vez (hipótese que seja o mesmo Antonio João), antes de 1661, com Beatriz Jorge.
    Teve com Catarina Luis:
    1. Ágada Luis nasceu aproximadamente em 1638, casou com Mateus Ferreira, filho de Bartolomeu de Matos e Luzia Pereira.
    2. Francisco Luis Bento casou em 11/1671 com Margarida Álvares filha de Nicolau Álvares e Maria Duarte.
    2.1. Domingos nasceu em 30/8/1673. Seus padrinhos foram Domingos Alves e Brígida Henriques.
    Teve com Catarina de Almança:
    3. Maria de Almança casou com João da Silveira, filho de João da Silveira e Ágada Luis.
    4. Catarina de Almança casou em 19/9/1681 com Sebastião Rodrigues, filho de Gaspar Jorge e Maria Rodrigues, já falecidos, moradores da Conceição das Flores. As testemunhas foram Antonio Furtado de Mendonça, Mateus Ferreira, Ana Dutra mulher de João Albernaz.
    4.1. Maria nasceu em 27/10/1681. Seus padrinhos foram Mateus Ferreira e Bárbara Rodrigues, mulher de Inácio Albernaz.
    4.2. Domingos nasceu a 12/8/1683. Seus padrinhos foram Luis Alves e Maria de Almança, mulher de João da Silveira, moradora da Ribeirinha.
    Teve com Beatriz Jorge:
    5. Isabel nasceu em 2/2/1662. Seus padrinhos foram Baltasar de Castro e Felipa Nunes, mulher de Domingos Go..., da Ribeirinha.

    ****

    João da Silveira, já falecido em 1672, casado com Ágada Luis antes de 1755, moradores da Ribeirinha.
    1. João da Silveira casou em 31/1/1672 com Maria de Almança, filha de Antonio João e Catarina de Almança.

    ResponderExcluir
  3. Como não anotei o local do casamento de João da Silveira, presumo que tenha ocorrido em Pedro Miguel, pois normalmente não anotei os de Pedro Miguel já que quase todos os registros que tenho são de lá, objeto de minha pesquisa. Normalmente só estão anotados locais quando não são registros de pedro Miguel.

    ResponderExcluir
  4. Caso queira trocar informações procure-me no www.geni.com

    ResponderExcluir